European Cycling Challenge 2016

ECC

Propusemos à Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA)* a participação no European Cycling Challenge 2016.
Deixamos a seguir o email que enviamos à CIRA:


Exmos. Senhores,

O European Cycling Challenge é uma “competição” entre equipas de várias cidades e regiões europeias, com o objectivo de promover e incentivar a utilização da bicicleta como forma de transporte.

O grupo Ciclaveiro vem através deste meio, agora de uma forma mais formal, propor à Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro a participação no European Cycling Challenge (ECC) 2016.

ECC

O uso da bicicleta traz benefícios de saúde aos seus utilizadores, é o modo mais rápido de deslocação porta-a-porta em meio urbano em distâncias até 5 km, reduz custos ao sistema público de saúde, não polui, não causa ruído, ocupa menos espaço e requer menor investimento em infraestruturas que o automóvel, contribui para a dinamização e valorização do espaço público, proporciona comunidades mais próximas e melhor bem estar social e ainda traz benefícios para o comércio local.

 

Como funciona o ECC?

Durante o mês de Maio, as equipas de utilizadores de bicicleta de cada cidade ou região participante competem entre elas em termos de quilómetros pedalados.

Todos os utilizadores de bicicleta de cada cidade ou região podem juntar-se à sua equipa, e registar as suas deslocações em bicicleta (actividades desportivas não são consideradas, segundo alguns critérios descritos no site) através de uma app no seu smartphone, de upload de ficheiros dos percursos ou de introdução manual dos dados. As distâncias percorridas contam desta forma para os quilómetros totais de cada equipa. É ainda possível formar sub-equipas de municípios, empresas, escolas, grupos, etc.

O ECC é deste modo uma óptima oportunidade de envolver a comunidade em iniciativas que, contribuindo para o desempenho das equipas no desafio, estão simultaneamente a fomentar uma forma de mobilidade mais sustentável, uma maior actividade física saudável dos participantes e também sentimentos de motivação e coesão social.

Objectivos do ECC

Os objectivos do ECC são:

  • Incentivar formas de mobilidade activas e mais sustentáveis.
  • Reduzir as viagens de transporte individual motorizado.
  • Recolha de dados dos reais percursos dos ciclistas, importantes para o planeamento urbano.

Mais informações sobre o ECC:

Benefícios da participação da CIRA no ECC2016

Os resultados mais óbvios e imediatos de uma participação no ECC2016 serão:

  • Criação de dinâmica supramunicipal em torno da mobilidade ciclável.
  • Oportunidade para criar um sentido de pertença pela bicicleta à escala da região de Aveiro.
  • Incentivar, a diferentes níveis, a utilização da bicicleta como forma de deslocação.
  • Recolha de informação dos percursos efectivamente percorridos pelos utilizadores de bicicleta,
  • Dar aos municípios uma perspectiva do seu posicionamento a nível regional e a nível europeu no âmbito da utilização da bicicleta como forma de transporte.
  • Dar visibilidade nacional e europeia aos vários municípios e à Região de Aveiro no contexto da mobilidade ciclável.
  • Posicionar a Região de Aveiro como uma região ciclável e líder nacional na causa da mobilidade ciclável.
  • Diluir os custos de inscrição pelos vários municípios.

Outros resultados e benefícios poderão ser obtidos dependendo das iniciativas criadas em torno da participação no ECC.

Custos

Inscrição: €1000.
Aquisição dos dados dos  percursos gerados pelos ciclistas (opcional): €1000.

Edições anteriores

O ECC vai já na sua quinta edição, tendo anteriormente acontecido em 2012, 2013, 2014 e 2015.

Na edição de 2015 participaram 39 cidades/regiões Europeias e foram percorridos 2.5 milhões de quilómetros. Nesta edição, de Portugal participaram a Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) e o Barreiro.

Participação da AMAL no ECC2015

A AMAL considerou a sua participação no ECC2015 um grande sucesso (ver Nota de Imprensa aqui ou em anexo).

Resultados obtidos da sua participação:

  • 14 mil km pedalados.
  • Ficou à frente de Barcelona e de Bristol.
  • Registou num mês, no âmbito da sua participação, mais de 70 iniciativas.
  • Permitiu levantamento dos percursos diariamente percorridos pelos ciclistas urbanos.
  • Permitiu desvendar lacunas no quadro legislativo português que afectam o utilizador de bicicleta.
  • Deu origem a uma plataforma de diálogo e cooperação em torno dos modos de transporte suaves.
  • Contribuiu para reacender o debate sobre a promoção do uso da bicicleta na região.
  • Sem orçamento para comunicação e publicidade, a participação do Algarve foi largamente noticiada, inclusive em jornais nacionais.
  • Deu “vida” às redes sociais da AMAL, abrindo canais para a divulgação de outras iniciativas.

Teve os seguintes parceiros nas várias iniciativas do ECC2015:

  • Municípios,
  • GNR e PSP,
  • Associação Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR),
  • CP e operadores rodoviários,
  • Direcção de Educação,
  • Associações de utilizadores de bicicleta,
  • Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB)
  • Inframoura,
  • Outras colectividades e personalidades.

O balanço detalhado da AMAL no ECC2015 pode ser consultado aqui ou no documento enviado em anexo.
Dados estes resultados, a AMAL decidiu logo a seguir ao fim do ECC2015 participar no ECC2016.

 

Tendo a AMAL, uma região onde a taxa de utilização regular da bicicleta como forma de transporte é de 1%, tido o sucesso mencionado acima, a CIRA, onde essa taxa é quatro vezes superior, que tem os três municípios com a maior taxa nacional de utilização da bicicleta e os cinco municípios com o maior número de utilizadores, onde a bicicleta faz parte da tradição e cultura da região, e onde está centrada a indústria portuguesa da bicicleta, os resultados obtidos e o sucesso da participação poderão ser muitíssimo superiores. Em termos da competição em si, e comparando com os dados de 2015, a CIRA poderá perfeitamente situar-se no Top10 ou até mesmo Top5 do ECC2016.

O período de expressão de interesse preliminar, e sem qualquer compromisso de participação, termina no dia 31 de Dezembro.

Pelas razões aqui apresentadas, incentivamos vivamente a CIRA a fazer esta expressão de interesse e a participar no ECC2016.

Se assim considerarem útil, poderemos fazer pessoalmente uma apresentação mais detalhada sobre o ECC, dos nossos pontos de vista sobre os benefícios da participação, de que iniciativas e actividade acreditamos que possam ser interessantes e de que parceiros pensamos que possam ser envolvidos. Possivelmente poderemos contar com o testemunho, via Skype, de um dos responsáveis pela organização da participação da AMAL no ECC2015 e no ECC2016.
Estamos também disponíveis para colaborar na promoção e divulgação da participação, no contacto com alguns parceiros, assim como na organização de algumas actividades.

 

Com os nossos melhores cumprimentos,

Ciclaveiro

ciclaveiro.pt
ciclaveiro.wordpress.com
facebook.com/ciclaveiro

Aveiro, 09 de Dezembro de 2015

 


* A CIRA é composta pelos municípios de Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga e Vagos.

[Documento original enviado para a CIRA]

Anúncios

One comment

  1. Pingback: Um ano e muitas pedaladas | Ciclaveiro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: