Parecer do Ciclaveiro sobre alguns dos actuais projectos da Autarquia

O Ciclaveiro – Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta comunicou à autarquia aveirense o seu parecer e propostas relativamente aos seguintes actuais projectos de intervenções com elevado potencial de impacto na qualidade de vida da cidade:

 

Requalificação do Largo do Rossio e Praça General Humberto Delgado (Ponte-Praça)

Para além de, pelas razões já divulgadas, se manifestar contra a possibilidade proposta pela autarquia de um parque de estacionamento subterrâneo no Rossio, o Ciclaveiro defende para esta área do coração da cidade de Aveiro a retirada do tráfego motorizado formando uma zona contínua de acesso apenas aos modos activos de deslocação (a pé e em bicicleta) integrando o Rossio, a Praça do Peixe, a Praça Melo Freitas e as várias artérias que os interligam, devolvendo esta área às pessoas e potenciando o seu usufruto como espaço de vivência, com as vantagens óbvias para todos os habitantes da cidade e aqueles que a visitam assim como para o comércio local e para a própria imagem da cidade.

O Ciclaveiro defende, ainda, que a intervenção na Ponte-Praça garanta, de forma coordenada com a intervenção na Av. Dr. Lourenço Peixinho, também no âmbito do PEDUCA, a hierarquia de prioridades em que assenta a mobilidade urbana sustentável: peões – velocípedes – transportes colectivos – e, por último, veículos motorizados particulares. Deve ser privilegiada, face ao tráfego motorizado, a continuidade de percursos pedonais seguros e cómodos entre as várias ruas que confluem na Ponte-Praça, sendo sempre acauteladas as condições especiais de mobilidade de utentes como crianças, idosos e pessoas de mobilidade reduzida, e assegurada a continuidade de percursos seguros para ciclistas.

 

Qualificação da Rua da Pêga

A ciclovia da Rua da Pêga tem sido descurada pela autarquia e é há vários anos diariamente ocupada por automóveis estacionados em incumprimento da lei, inutilizando a sua finalidade de percurso ciclável para a qual foi projectada e construída. A Rua da Pêga é o acesso usado por um quinto dos utilizadores de bicicleta da Universidade que se prevê dupliquem com o início do projecto U-Bike já este ano.

O Ciclaveiro congratula uma intervenção de qualificação da Rua da Pêga que a dote de percursos pedonal e ciclável efectivamente apelativos, cómodos e seguros, integrados e coerentes com os restantes percursos para modos activos existentes e planeados para a cidade, fomentando dessa forma a mobilidade a pé e em bicicleta nas deslocações em Aveiro e entre o seu centro e a Universidade. Alertamos, assim, para a importância da continuidade cómoda e segura destes percursos no cruzamento do antigo pavilhão do Beira-Mar em direcção ao Alboi e à rotunda do Hospital, do tratamento adequado das intersecções da ciclovia com as vias rodoviárias (pois são estes os pontos mais perigosos para os ciclistas) tendo em atenção ambos os sentidos de tráfego de velocípedes, de que dimensões da ciclovia, distâncias a obstáculos e outras características cumpram as normas e boas práticas internacionais, e da requalificação do espaço rodoviário para velocidades ajustadas a meio urbano.

 

Centro Coordenador de Transportes

O Centro Coordenador de Transportes (CCT) deve ter em conta todos os modos de transporte e seus utilizadores, privilegiando a intermodalidade entre modos activos de deslocação (a pé e em bicicleta) e os transportes públicos, como é reconhecido ser uma das melhores soluções de mobilidade sustentável e há várias décadas prática comum nos países europeus mais desenvolvidos. Deve nesse sentido incluir estacionamentos para bicicleta de média e longa duração em quantidade apropriada e cumprindo os requisitos de comodidade, segurança e protecção às condições meteorológicas. Devem ser assegurados acessos fáceis a estes modos ao CCT, nomeadamente através da Av. Dr. Lourenço Peixinho, em coordenação com a intervenção planeada no âmbito do PEDUCA, e do centro da cidade.

 

Requalificação e construção de escolas

Relativamente às intervenção da autarquia em escolas do concelho, nomeadamente a construção da nova Escola Básica de 1º Ciclo de São Bernardo e as requalificações da Escola Básica João Afonso de Aveiro e da Escola Secundária Jaime Magalhães Lima (Esgueira), é importante que estas contribuam também para a adopção de hábitos mais saudáveis e sustentáveis pelos futuros cidadãos adultos, garantindo para isso a criação e melhoria de condições que permitam e incentivem a comunidade escolar a um maior recurso às deslocações a pé em bicicletas nas viagens diárias para a escola.

É, assim, essencial que os referidos estabelecimentos de ensino sejam dotados de estacionamentos para bicicletas protegidos das condições meteorológicas, que sejam asseguradas condições de efectiva segurança rodoviária na envolvente dos estabelecimentos, em especial junto das entradas onde deve ser dissuadido o tráfego de atravessamento e existir medidas de acalmia efectiva de velocidade. É importante que outras intervenções nas proximidades de escolas privilegiam e garantam a continuidade de percursos seguros e cómodos para as deslocações a pé e em bicicleta para as escolas.

 

 

Veja aqui o parecer completo enviado para a Câmara Municipal de Aveiro.

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: